fbpx Skip to main content

Energia solar fotovoltaica: desvendando os treze principais mitos sobre o sistema

Ao passo em que a energia solar fotovoltaica se difunde e amplia o seu acesso, mais mitos em torno do seu funcionamento e eficácia aparecem. É até natural que isso aconteça, já que estamos vivendo uma espécie de “boom” da energia renovável. Mas não se preocupe, pois estamos sempre dispostos a tirar as suas dúvidas e, claro, esclarecer certas “lendas” em torno dessa tecnologia. Para isso conversamos com quem entende do assunto: os especialistas da Solsist Energia. Neste artigo, vamos falar das dúvidas que mais geram controvérsia para quem pretende implantar um sistema de geração de energia solar fotovoltaica conectado à rede. Acompanhe até o final. Você não vai se arrepender!

Os painéis fotovoltaicos não geram energia em dias chuvosos

(MITO) – Existe geração em dias chuvosos, porém não é tão intensa como em dias de céu claro. Esta diminuição ocorre porque a radiação emitida pelo sol é parcialmente barrada pelas nuvens de chuva. Portanto, as placas fotovoltaicas receberão menos raios solares.

Os módulos fotovoltaicos quebram com chuva de granizo

(MITO) – Todos os módulos passam por testes internacionais que suportam uma certa intensidade de chuva de granizo. No vídeo abaixo um dos fabricantes demonstra a resistência dos seus módulos. Vale a pena assistir para confirmar!

Lugares muito quentes geram mais energia

(MITO) – A temperatura é um fator externo e influencia negativamente na geração de energia. As placas fotovoltaicas são menos eficientes em locais de temperaturas altas. Em locais mais frios, porém, com alta incidência solar, há uma maior eficiência de geração.

Com energia solar fico independente da concessionária

(MITO) – O sistema de energia solar fotovoltaica conectado à rede, como o próprio nome já diz, precisa dos parâmetros elétricos da rede da concessionaria para funcionar, além disso, é a concessionaria que computa os créditos de energia para abater na conta do cliente.

Energia solar fotovoltaica não zera a conta de energia elétrica
Mesmo com a energia solar fotovoltaica a concessionária de energia elétrica cobrará do usuários algumas taxas

Com os painéis fotovoltaicos minha conta de energia elétrica poder vir zerada

(MITO) – Essa é uma dúvida bastante comum. É preciso entender que mesmo tendo um consumo de energia elétrica zerado a concessionária ainda cobrará na conta de energia elétrica a taxa de iluminação pública e a taxa de disponibilidade da rede (custo que a concessionária responsável pela região tem para levar o cabeamento de energia elétrica até cada instalação).

A concessionária compra minha energia se eu gerar mais do que meu consumo

(MITO) – No Brasil foi instituído o sistema de compensação tarifária o net metering. Nessa modalidade é feita apenas a troca de créditos de energia, ou seja, se você produziu mais do que consumiu, esse crédito pode ser utilizado em até 5 anos. Depois deste prazo ele expira.

Se ocorrer um apagão na rede o sistema continua fornecendo energia para minha casa

(MITO) – Os inversores de energia solar fotovoltaica conectados à rede têm um mecanismo de proteção conhecido como anti-ilhamento. Essa proteção impede a injeção de energia na rede mesmo com o sol brilhando sobre os módulos. Esse é um mecanismo de segurança muito importante. Imagine, por exemplo, se o sistema continuasse injetando energia no momento em que um técnico da concessionária faz a manutenção da rede. Isso poderia causar um acidente fatal ao trabalhador.

O inversor consome muita energia

(MITO) – O inversor de energia solar fotovoltaica consome pouquíssima energia, pois entra no modo stand-by quando não tem sol para ele gerar energia. Alguns só consomem energia com o relógio que aparece no visor.

Os mitos sobre os inversores de energia solar fotovoltaica
O inversor de energia solar fotovoltaica consome pouquíssima energia, pois entra no modo stand-by quando não tem sol para ele gerar energia

Quando tenho o sistema instalado, o valor marcado no medidor bidirecional é o mesmo que consta no inversor

(MITO) – A energia gerada pelo sistema fotovoltaico passa pelo circuito elétrico da residência, desta forma se algum equipamento elétrico estiver em funcionamento a energia produzida pelo sistema é consumida antes de chegar no medidor bidirecional. Na verdade, isso só pode acontecer se não houver nenhum consumo de energia elétrica na residência durante a geração de energia solar fotovoltaica.

A energia solar não consegue suportar a demanda de consumo gerado por vários equipamentos instalados em uma casa ou empresa

(MITO) – Quando falamos de sistemas conectados à rede, o foco é a geração de energia que irá proporcionar economia no consumo. O sistema gera energia independente do número de equipamentos instalados. Dessa forma, a energia vai para rede e na emissão da fatura são abatidos os créditos em cima do consumo.

Consigo gerar energia por meio de módulos fotovoltaicos com a luminosidade da lua

(MITO) – Apesar da luminosidade da lua ser a luz do Sol refletida em sua superfície, mesmo em dias de lua cheia ou de superlua, a energia que chega até a superfície da Terra já foi muito dissipada, e não tem força o suficiente para gerar o efeito fotovoltaico. Nos EUA um grupo de caçadores de mitos até fez um vídeo sobre isso. Se você assistir poderá conferir que o que aparece no leitor do multimetro é apenas um erro de leitura/escala do aparelho… nada de energia gerada, fique ligado!

A geração de energia solar fotovoltaica não é uma fonte limpa

(MITO) – A geração de energia solar por painéis fotovoltaicos é uma fonte limpa de energia, pois durante a geração não é liberado nenhum tipo de resíduo ou de gases responsáveis pela poluição do meio ambiente.

Não posso instalar sistema de energia solar em imóvel alugado

(MITO) – A homologação do sistema é feita no nome do titular da conta de energia, mas o sistema fotovoltaico trata-se de um equipamento eletroeletrônico, portanto quem o adquiriu pode levá-lo caso venha a se mudar, como ele faria com a sua televisão ou aparelho de ar-condicionado. Lembrando que, dependendo do contrato de aluguel do imóvel, o locatário precisa dar uma autorização ao locador para instalar equipamentos no seu estabelecimento.

Desvendamos na matéria de hoje os principais mitos em torno dos painéis fotovoltaicos, mas se você ainda tem alguma dúvida compartilhe conosco. Não deixe de buscar as respostas para suas indagações em fontes seguras como empresas especializadas e que realmente entendem do assunto. Nós da Solsist Energia estamos disponíveis para te atender em nossas redes sociais (Facebook, LinkedIn, Instagram e Twitter) e também pelos contatos: (31)3477-7714 – (31) 4042-0255 ou contato@solsistenergia.com.br

%d blogueiros gostam disto: