fbpx Skip to main content

Eleições municipais 2016: Conheça as propostas socioambientais dos principais candidatos à prefeitura de BH

bece3c_2c666ecc03ad4dff9d1fab46f7618e59-mv2

Com a aproximação das eleições e a grande variedade de candidatos – em Belo Horizonte 11 nomes disputam a prefeitura e centenas querem integrar a Câmara de Vereadores – é bem importante reservar um tempo para conhecer as propostas de cada um dos postulantes aos cargos do executivo e legislativo belohorizontino. Pensando na importância do voto consciente e, claro, no futuro socioambiental da capital mineira, selecionamos para você as principais propostas nas áreas de sustentabilidade e meio ambiente dos cinco candidatos mais bem colocados na última pesquisa do Ibope, divulgada na segunda-feira (26 de setembro).
Se você, assim como nós, quer uma cidade mais verde, menos poluída e mais sustentável, analise bem cada uma das propostas descritas abaixo. E não deixe de pesquisar sobre as proposições dos candidatos a vereador. Alguns deles têm ideias bem interessantes para o setor ambiental, sobretudo no que diz respeito à energia solar fotovoltaica – veja mais aqui. Acompanhe nossa seleção e vote consciente no próximo domingo (2 de outubro)!
Sustentabilidade e meio ambiente – Perspectivas para os próximos 4 anos em BH
João Leite (PSDB)
Cidade Verde é o eixo estruturante que contempla as propostas de governo do candidato João Leite para a área de sustentabilidade. O trabalho será desenvolvido em três esferas:
– BH Mais Sustentável: concentra programas de mitigação de impactos ambientais e externalidades, entre eles o Recicla BH, que irá levar a coleta seletiva para novos bairros; o Respira BH, com a proposta de expandir a cobertura das estações de monitoramento da qualidade do ar para 100% do território e o projeto Urbanidade, que visa o combate à pichação e à vandalização dos espaços urbanos.
– Floras Urbanas: concentra programas de arborização, jardins urbanos, hortas e pomares comunitários, entre outros. Entre as iniciativas, o Cidade das Árvores que vai mapear a arborização da cidade, com intensificação do replantio em áreas com cobertura vegetal incipiente; o Florir que  vai ofertar mudas em troca de lixo eletrônico, pilhas e baterias; o Hortas Urbanas, que possibilitará a troca de resíduos orgânicos para compostagem por adubo natural.
– BH Eficiente: prevê a repactuação de metas e a inclusão de cláusulas transversais de eficiência energética por substituição de tecnologias em todas as políticas públicas da administração municipal. Exemplos: a substituição dos chuveiros elétricos por aquecedores solares nas políticas de habitação, a substituição gradativa da frota de ônibus por modelos de baixa emissão de enxofre e gás carbônico, como o biodiesel e outros.

Alexandre Kalil (PHS)

O programa do candidato Alexandre Kalil não apresenta ações específicas para a área de sustentabilidade e meio ambiente. Ele está concentrado no tripé básico: saúde, educação e segurança pública. Como mencionado em seu plano de governo “essas são as funções essenciais para conferir qualidade de vida ao nosso povo. Essas são as maiores obrigações da prefeitura. Nossa prioridade é cumpri-las, trabalhando dia e noite para BH funcionar. Não quer dizer que não estaremos tratando também dos temas da mobilidade urbana, meio ambiente, habitação e infraestrutura urbana. Pelo contrário, todo nosso esforço será para fazer com que essas coisas funcionem melhor, a partir de muitos projetos já existentes que serão avaliados e de outros que julguemos necessários. Mas nossa prioridade estará no tripé que interessa a todos para vivermos melhor”.

Para conferir e tirar possíveis dúvidas acesse: http://www.alexandrekalil.com/plano-de-governo/

 

Eros Biondini (PROS)
O plano de ação proposto pelo candidato visa trabalhar em duas perspectivas: manter em nível adequado os serviços de rotina prestados à população e preparar o futuro da cidade, com elevação da qualidade de vida e preservação do meio ambiente. Suas principais propostas na área são: incrementar os investimentos para obter 100% de coleta e tratamento de esgoto nas residências da capital; desenvolver e implantar um programa de gestão de arborização na cidade a partir do Inventário de Árvores de Belo Horizonte; interromper definitivamente a ocupação das áreas ambientais da Serra do Curral; revitalizar os parques municipais, construir novos reservatórios de retenção e/ou detenção de cheias, prevenindo inundações, buscando recursos e financiamentos para sua viabilidade; ampliar a instalação de bicicletários, priorizando as estações do Move, Metrô, os shoppings e os centros esportivos, de lazer e culturais de Belo Horizonte; promover a substituição gradativa de todos os ônibus a diesel para energia alimentada por baterias de fosfato de ferro, a mais limpa do mundo; promover a despoluição da Lagoa da Pampulha, desenvolvendo projetos que a mantenham livre de poluição e que favoreçam seu uso pela população para fins de entretenimento, dentre várias outras iniciativas.
Conheça todas as propostas do candidato na área: http://eros90.com.br/plano-de-governo

Reginaldo Lopes (PT)

Envolver a população na definição de todo o conjunto de ações do governo é uma iniciativa do candidato Reginaldo Lopes caso venha ocupar a prefeitura da capital mineira. No âmbito da sustentabilidade e meio ambiente suas principais propostas estão direcionadas para o Programa de Recuperação Ambiental de Belo Horizonte (DRENURBS); despoluição e criação de um projeto de saneamento para a Lagoa da Pampulha; implantação de um sistema municipal de áreas protegidas e de proteção aos animais; ampliação do número de parques e praças públicas; implementação de uma política de resíduos sólidos com a inclusão sócio produtiva dos catadores de materiais recicláveis; além de um programa de replantio e preservação das árvores da cidade.

Essas e tantas outras iniciativas podem ser pesquisadas na íntegra em: https://eugoverno.com.br/propostas/

 

Délio Malheiros (PSD)

As propostas do candidato Délios Malheiros para a sustentabilidade e meio ambiente chamam atenção para os seguintes aspectos:

Gestão Ambiental: fortalecer as ações relacionadas à educação ambiental, visando maior conscientização sobre o uso sustentável da água, da energia e sobre a destinação do lixo;
Política de enfrentamento às mudanças climáticas: dar continuidade à implantação das ações previstas no Plano de Redução das Emissões dos Gases de Efeito Estufa (PREGEE) e implantar o projeto piloto de Eficiência Energética nas Escolas, através da construção de usinas fotovoltaicas, em doze escolas municipais, com capacidade de geração de 10 MWp;
Saneamento ambiental: expansão dos serviços de varrição e coleta domiciliar nas vilas e favelas;
Lagoa da Pampulha: atuar, junto à Copasa, para garantir a interceptação de 100% dos esgotos da bacia hidrográfica da Pampulha.
Parques e área verdes: incentivar o cidadão a se apropriar, cada vez mais, dos parques e praças como áreas de lazer, convivência, atividades culturais e esportivas.
Cidade resiliente: incrementar as parcerias com universidades e instituição de ensino visando disseminar a cultura de prevenção, a pesquisa para solução dos riscos da cidade e a melhoria da qualidade dos debates em salas de aula.
Ações para reduzir riscos de inundações: manter e ampliar o Sistema de Monitoramento e Alerta contra Inundações, visando garantir a disponibilização de informações em tempo real, para atender à população de forma adequada, evitando prejuízos sociais e econômicos.
Defesa dos animais: manter e avançar com as ações de educação nas escolas municipais, com palestras educativas relacionadas ao bom trato de animais e expandir as feiras de adoção de cães e gatos.

Para se informar melhor de todas as propostas contempladas pelo candidato em cada item citado basta clicar em: http://delio55.com.br/programa/ 

%d blogueiros gostam disto: